Terça-feira
22 de Maio de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,75 3,75
EURO 4,41 4,42
LIBRA ES ... 5,05 5,05
GUARANI 0,00 0,00

Endereço

+55 (21) 2524-4508+55 (21) 2569-8487 FAX+55 (21) 99627-5880

Últimas notícias

TRE-RJ consulta governo sobre necessidade de convocação de forças federais de segurança

O TRE-RJ consultou o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, sobre a necessidade de convocar forças federais para garantir a segurança no Estado durante as eleições 2018. A informação foi pulgada pelo programa Radar Eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Leia também: TRE-RJ se reúne com juízes da Baixada Fluminense TJ instala em maio o Banco Nacional de Monitoramento de Prisões Tribunal propõe plano de rotas para condução de presos ao interior O Tribunal pediu que o governador, segundo o programa, elabore um parecer com os fatos que justifiquem o pedido, caso haja necessidade de intervenção. Ouça a edição completa: http://amaerj.org.br/wp-content/uploads/2018/02/TSE_TRERJ.mp4 Redes sociais O Radar Eleitoral também noticiou a reunião do Comitê Gestor da Internet com TSE e representantes de Google, Facebook, Twitter e WhatsApp para debater o risco de disseminação de fake news no ano de eleições. Foram debatidas ações de combate às notícias falsas para evitar a contaminação do processo eleitoral. “Nós estamos lidando com um tema bastante delicado que é o uso das fake news e sua eventual utilização no contexto eleitoral e isso pode propiciar uma distorção da vontade popular. Esse é um novo desafio. Ninguém tem resposta pronta, ninguém quer assegurar a censura como método, mas é preciso discutir o tema e encontrar meios e modos de lidar, inclusive, com os provedores”, disse o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes. Até 5 de março devem ser definidas resoluções estratégicas para controlar a pulgação de informações na internet que possam interferir de forma negativa na propaganda eleitoral dos candidatos. Entre as punições está a possibilidade de suspensão da pulgação de fake news. Algumas punições já estão previstas em lei quando há ataque à integridade e à moral de alguém. No entanto, as regras precisam ser reforçadas e adequadas à esfera eleitoral, ressaltou Mendes. http://amaerj.org.br/wp-content/uploads/2018/02/TSE_redessociais.mp4
Visitas no site:  148594
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.