Segunda-feira
20 de Novembro de 2017 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
32ºC
Min
22ºC
Nublado e Pancadas d

Terça-feira - Rio de ...

Máx
28ºC
Min
23ºC
Nublado e Pancadas d

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,28 3,28
EURO 3,87 3,87
LIBRA ES ... 4,32 4,33
GUARANI 0,00 0,00

Últimas notícias

Traficantes de outros Estados são condenados em São Paulo

Acusados foram presos em hotel do centro da Capital. Três homens e uma mulher foram condenados por decisão da 13ª Vara Criminal Central pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico. Decisão do juiz José Carlos Cabral Longaretti condenou os réus às penas de dez anos de reclusão e mil dias-multa pelo tráfico, e seis anos de reclusão e mil dias-multa pela associação para o tráfico, ambas no regime inicial fechado. Segundo consta da peça acusatória, uma denúncia anônima informou à polícia que dois veículos utilizados pelos traficantes chegariam a um hotel da região central de São Paulo (SP) para realizar uma transação. De posse dessa informação, policiais civis se dirigiram ao local e aguardaram até a chegada dos dois carros, um do interior da Bahia e outro do interior de Minas Gerais. Confirmada a informação, solicitaram reforço e invadiram um dos quartos, onde estavam três homens, bem como uma mochila com dez quilos de cocaína. Os acusados informaram que havia mais um quarto ocupado pelo grupo, onde estava hospedada uma mulher. Em juízo os réus negaram o tráfico e a posse da mochila com a droga. Um deles afirmou ser comerciante de roupas no interior de Minas que veio a São Paulo para comprar mercadorias no Bom Retiro; outro disse que apenas dirigiu o veículo para o terceiro acusado; já a mulher disse que era amante de um deles. No entanto, as versões apresentadas pelos acusados não convenceram o juiz, que julgou a ação procedente para condená-los. Em sua decisão, o magistrado destaca que “inexiste dúvida de que os réus, moradores em cidades diferentes de Estados idem, decidiram se reunir no hotel para praticar o tráfico de drogas em conjunto; e a quantidade de cocaína apreendida, com peso superior a 10 quilos, demonstra que eles o faziam com habitualidade e de forma estruturada”. Processo nº 0003653-55.2017.8.26.0635
09/11/2017 (00:00)
Visitas no site:  112687
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.