Terça-feira
16 de Janeiro de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
36ºC
Min
22ºC
Pancadas de Chuva a

Quarta-feira - Rio de ...

Máx
36ºC
Min
23ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,20 3,20
EURO 3,92 3,92
LIBRA ES ... 4,41 4,41
GUARANI 0,00 0,00

Últimas notícias

TJRJ promove nova campanha para doação de sangue

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) promove no próximo dia 6 de dezembro, no térreo da Lâmina III do Fórum Central, no Centro do Rio, em parceria com o Hemorio, nova campanha para doação de sangue, voltada para magistrados, servidores e funcionários terceirizados do Judiciário fluminense. A doação poderá ser feita, também, por voluntários frequentadores do Tribunal. A data da campanha foi anunciada nessa quinta-feira, dia 9, durante a palestra sobre doação de sangue, promovida pelo Departamento de Saúde do TJRJ (Desau) e ministrada pela médica Yvany Yparraguirre, do Desau, e pelo enfermeiro André Luiz Sousa de Oliveira, representante da Amil. O evento será organizado pelo Departamento de Ações Pró-Sustentabilidade (Deape). Com o auditório José Navega Cretton lotado, o público pôde ouvir, ainda, o depoimento da assistente social Bárbara Maia, paciente do Hemorio, que relatou as dificuldades enfrentadas pelos pacientes em razão da escassez de bolsas de sangue. Durante a palestra, a médica Yvany falou sobre os procedimentos que devem ser adotados para a doação, assim como os impedimentos daqueles que não podem doar. Ela enfatizou a importância de aumentar o índice de doações. “De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a taxa de doação de sangue recomendada é de 3,5%. A taxa média no Brasil é de 1,8% e a do Rio de Janeiro é ainda mais baixa, em torno de 0,98%. Muitas cirurgias eletivas são adiadas por falta de bolsas de sangue. Por isso é fundamental que as pessoas se conscientizem sobre a importância da doação“, destacou a médica. A assistente social Bárbara Maia fez um apelo para que as pessoas se motivem a doar ou, pelo menos, pulgar sobre a importância da doação de sangue. “A vida depende do sangue. O Hemorio passa por uma crise muito grande pela falta de bolsas de sangue. Muitas vezes o paciente volta por falta de doador. Vi vários amigos morrerem por não terem condições de serem atendidos em razão dessa escassez. Peço a vocês que façam sua doação e quem não puder, que pulgue sobre a importância da doação”, apelou. Representando a Amil, o enfermeiro André Luiz também chamou a atenção sobre a importância do Hemorio ter seu estoque de sangue abastecido. Ele explicou sobre os impedimentos temporários para a doação, nos casos, de febre, gripe, gravidez, extração de dentes e uso de alguns medicamentos, assim como, em relação aos impedimentos definitivos, nas ocorrências de hepatite B e C, Aids, uso de drogas ilícitas injetáveis, entre outras citadas. “Você era a gota que faltava. Doe sangue. A cada dois segundos alguém precisa de sangue. Doar é uma questão de conscientização. Os bancos de sangue necessitam de sua colaboração, principalmente nos períodos de carnaval, final do ano e de feriados prolongados, quando os estoques não conseguem atender ao aumento da demanda”, afirmou o enfermeiro. JM/PC Foto: Brunno Dantas/TJRJ
10/11/2017 (00:00)
Visitas no site:  122282
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.