Sexta-feira
22 de Junho de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Previsão do tempo

Domingo - Rio de Janei...

Máx
24ºC
Min
20ºC
Chuva

Segunda-feira - Rio de...

Máx
21ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,74 3,74
EURO 4,37 4,37
LIBRA ES ... 5,00 5,00
GUARANI 0,00 0,00

Endereço

+55 (21) 2524-4508+55 (21) 2569-8487 FAX+55 (21) 99627-5880

Últimas notícias

‘Temos juízes que seriam exemplares em qualquer lugar do planeta’, diz Cármen Lúcia na AMAERJ

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, afirmou em visita à sede da AMAERJ, nesta segunda-feira (5), que o “momento exige dos juízes muita coragem e ponderação” e que o Brasil tem “juízes que seriam exemplares em qualquer lugar do planeta”. Cármen Lúcia esteve por cerca de 1h30 na AMAERJ, onde se reuniu com 15 magistrados do Rio de Janeiro. “Vivemos um momento muito difícil para o Judiciário brasileiro, os tribunais, o CNJ, para mim, é um momento de muito questionamento nos últimos meses, quase um confronto com o Judiciário que vemos na mídia. Os juízes andam muito sobressaltados, e as associações têm um papel muito importante de esclarecer e acalmar os ânimos. Não é fácil manter o controle para saber o que dizer e como dizer. Às vezes, o silêncio é melhor para que as coisas se expliquem por si mesmas”, afirmou a ministra. Leia também: Cármen Lúcia considera excelente trabalho de Infância e Juventude do TJ-RJ AMAERJ promove primeira reunião da nova diretoria Tribunais se manifestam contra greve de juízes federais Segundo ela, os “juízes precisam de paz, sossego para exercer suas atividades”, e a pauta negativa e a incompreensão têm angustiado os magistrados de todo o país. Cármen Lúcia destacou a importância do trabalho da AMAERJ de unir os juízes. “Não é um período fácil. Tenho contado muito com a AMB e com a AMAERJ, de uma forma muito especial, Renata tem sido uma parceira, no CNJ. Sou muito grata à AMAERJ e à Renata por seu exercer seu papel sem exacerbação, sempre contemporizando, buscando o que é direito sem nenhum tipo de litigância. Queria ter vindo à posse, mas tinha uma impossibilidade absoluta. Manifesto minha gratidão por estarmos juntos em um momento em que todos apostam na desunião.” Veja aqui a galeria de fotos. Ao lado de magistrados do Rio, Renata Gil agradeceu a visita de Cármen Lúcia. “Sou testemunha de sua dedicação ao Poder Judiciário. É muito importante sua iniciativa de estar próxima dos juízes. Este contato com a base dos juízes mostra sua preocupação com o fortalecimento do Judiciário. Na ponta, apanhamos muito. Estamos em crise, mas temos muitos juízes que fazem a diferença.” A ministra do STF afirmou que os magistrados “nesta hora devem ser aqueles que dão o prumo”. “O momento exige muita coragem e ponderação. Não podemos deixar [a mensagem] para os novos juízes de que não vale a pena.” Antes de se encontrar com juízes do Rio na AMAERJ, Cármen Lúcia visitou o Museu da Justiça, o Salão dos Espelhos e o 1º Tribunal do Júri, onde foram julgados casos de grande repercussão – como os homicídios da atriz Daniela Perez, do jornalista Tim Lopes e as chacinas da Candelária e de Vigário Geral.
Visitas no site:  154089
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.