Sexta-feira
22 de Junho de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Previsão do tempo

Domingo - Rio de Janei...

Máx
24ºC
Min
20ºC
Chuva

Segunda-feira - Rio de...

Máx
21ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,74 3,74
EURO 4,37 4,37
LIBRA ES ... 5,00 5,00
GUARANI 0,00 0,00

Endereço

+55 (21) 2524-4508+55 (21) 2569-8487 FAX+55 (21) 99627-5880

Últimas notícias

Semana da Justiça pela Paz em Casa reúne 100 pessoas em Nova Iguaçu

A 10ª Semana da Justiça pela Paz em Casa reuniu cerca de 100 pessoas no auditório da AMAERJ na Comarca de Nova Iguaçu-Mesquita, na Baixada Fluminense. O evento foi realizado nesta segunda-feira (5), e organizado pelo juiz Octávio Chagas, presidente da regional da Associação na cidade e titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher em Nova Iguaçu, e pela Secretaria de Assistência Social do município. Entre as atividades da Semana, está a Escola de Homens, projeto que aplica medidas socioeducativas e visa a reabilitação e a conscientização inpidual de homens que cometem violência doméstica. Leia também: Semana de Valorização da Primeira Infância debate boas práticas Juízes debatem na EMERJ corrupção e impunidade ‘Muito do que é judicializado não precisaria’, diz Cesar Cury ao ‘O Dia’ A Escola aborda temas referentes à família, uso de drogas, doenças sexualmente transmissíveis, hierarquização da relação homem-mulher. A aplicação da Lei Maria da Penha, principalmente as medidas protetivas que podem acarretar na prisão do suposto agressor também fazem parte da programação do projeto. “O evento foi emocionante. As mulheres dão apoio à escola. Não adianta só condenar os agressores. Temos que empoderar as mulheres e educar os homens”, disse o magistrado. Foi exibido o longa-metragem “Legítima Defesa”, que conta as histórias de três mulheres que, após um histórico de violência doméstica, tomam uma atitude extrema e matam seus companheiros para sobreviver. A diretora Susanna Lira, a roteirista Sara Stopazzolli, a produtora Leda Stopazzolli, e a vítima e personagem do filme Ursula Francisco participaram do debate sobre a Semana da Justiça pela Paz em Casa, a atuação do Judiciário e o filme. “Acredito que estamos contribuindo para a eficiência e a eficácia da Semana pela Paz em Casa nacional, tanto pelo evento quanto pelas audiências realizadas no titular do Juizado de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher de Nova Iguaçu”, avaliou o juiz Octávio Chagas. Também participaram do evento, a primeira-dama de Nova Iguaçu, Erika Borges; a secretária de Assistência Social do município, Elaine Medeiros; os defensores públicos Glauce Maues e Antônio Carlos. Ursula Francisco recebe homenagem do juiz Octávio Chagas
Visitas no site:  154078
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.