Quarta-feira
26 de Setembro de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,06 4,06
EURO 4,78 4,78
LIBRA ES ... 5,33 5,33
GUARANI 0,00 0,00

Endereço

+55 (21) 2524-4508+55 (21) 2569-8487 FAX+55 (21) 99627-5880

Últimas notícias

Estudantes de Direito do Mackenzie visitam a EPM

Alunos cursam disciplina sobre a atividade judicante. A Escola Paulista da Magistratura (EPM)­ recebeu ontem (7) a visita de alunos do curso de Direito da Universidade Presbiteriana Mackenzie que cursam a disciplina optativa “Magistratura – vocação e desafios”, oferecida pela primeira vez no Estado de São Paulo. A visita foi organizada pelo juiz substituto em 2º grau Ricardo Cunha Chimenti, que ministra a matéria na faculdade e coordena a Área de Iniciação Funcional e Aperfeiçoamento para Servidores na EPM. Ele explicou que o projeto da disciplina foi desenvolvido em 2013 pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam). “O objetivo é buscar pessoas vocacionadas para a Magistratura, propiciando que o estudante entenda melhor a atividade jurisdicional e a ética que a cerca”, ressaltou. Na oportunidade, o diretor da EPM, desembargador Francisco Eduardo Loureiro, cumprimentou os alunos e agradeceu a presença de todos. “A Magistratura é uma carreira maravilhosa, que vocês devem perseguir se tiverem interesse. E quando passarem no concurso, serão nossos alunos”, adiantou. Os estudantes também se reuniram com a juíza Dora Aparecida Martins, que falou sobre a atuação do Judiciário, complexidades e desafios da carreira e sobre a importância da formação humanística e interdisciplinar. “O magistrado precisa direcionar o olhar para os jurisdicionados, conhecer o seu universo, seus usos e costumes e dificuldades socioeconômicas. Isso exige um­ preparo muito mais humanitário, de consciência social e política, do que técnico, que vocês obtêm mais facilmente. Esse é o grande desafio da magistratura e é o objetivo da EPM e da Enfam”, ressaltou. O encontro também teve a participação da servidora Maria Regina de Carvalho Costa, chefe da seção de cursos para magistrados da EPM, que explicou o funcionamento e os objetivos dos cursos de formação inicial e de formação continuada, enfatizando que os magistrados terão o apoio da Escola em todos os períodos da carreira. “A Escola não é transmissão de conhecimento - é um lugar onde as pessoas mediam os seus conhecimentos. Vocês trazem muita riqueza, que precisamos compartilhar”, ponderou. Durante as apresentações, a aluna Maria Eduarda Felipelli Facca, ex-estagiária do Tribunal de Justiça de São Paulo, manifestou a sua convicção em ingressar na Magistratura. “Espero voltar para o Tribunal, que eu amo, e realizar-me profissionalmente como magistrada”, frisou. Também prestigiou o encontro a juíza Maria Gabriella Pavlópoulos Spaolonzi.
08/03/2018 (00:00)
Visitas no site:  175963
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.