Sábado
17 de Novembro de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Endereço

+55 (21) 2524-4508+55 (21) 2569-8487 FAX+55 (21) 99627-5880

Últimas notícias

Corregedoria do CNJ também contará com a cooperação técnica da Justiça do Trabalho

Garantir a eficácia das inspeções com economia de recursos. Esse é o objetivo a ser alcançado pelo corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, por meio de parceria firmada, na tarde desta quarta-feira (12), com o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Lelio Bentes Correia. A cooperação vai permitir o compartilhamento das informações provenientes das inspeções e correições realizadas pela Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho para uma atuação conjunta das duas instituições. De acordo com o documento, as informações servirão de fonte para a obtenção de dados pela Corregedoria Nacional de Justiça.  “É com muita satisfação e com olhos voltados para a eficiência do Poder Judiciário que celebramos hoje a assinatura deste termo de cooperação técnica com a Corregedoria-Geral da Justiça do trabalho”, disse o ministro Humberto Martins, ao destacar que a parceria, além de otimizar os serviços de inspeção e correição, também possibilitará grande redução de custos operacionais. Troca de informações Além do fornecimento de dados pela Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, o termo também estabelece, entre outras ações, que os expedientes relativos a procedimentos disciplinares no âmbito do Judiciário trabalhista que derem entrada na Corregedoria Nacional de Justiça serão compartilhados com a Corregedoria trabalhista, assim como as iniciativas em desenvolvimento no âmbito da Corregedoria Nacional que envolvam a Justiça do Trabalho. Após a conclusão dos relatórios pela Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho, eles deverão ser submetidos ao ministro Humberto Martins em até 10 dias e, após a análise do corregedor nacional de Justiça, os relatórios serão submetidos ao plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Em seu pronunciamento, o ministro Lelio Bentes Correia agradeceu a “oportunidade institucional” de atuar na parceria que, segundo ele, se traduz em avanços para a economicidade, efetividade da Justiça brasileira, demonstrando, de forma clara, um “espírito de esforço conjunto para dar o melhor da nossa contribuição para uma Justiça célere, eficaz e comprometida com os interesses da sociedade”. Participaram da assinatura do termo de cooperação conselheiros do CNJ, juízes auxiliares e servidores da Corregedoria Nacional de Justiça de da Corregedoria-Geral da Justiça do Trabalho. Corregedoria Nacional de Justiça
12/09/2018 (00:00)
Visitas no site:  186046
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.