Terça-feira
22 de Maio de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,75 3,75
EURO 4,41 4,42
LIBRA ES ... 5,05 5,05
GUARANI 0,00 0,00

Endereço

+55 (21) 2524-4508+55 (21) 2569-8487 FAX+55 (21) 99627-5880

Últimas notícias

Carnaval: desembargador alerta sobre cuidados na compra de passagens aérea

O carnaval já está nas ruas e muita gente aproveita os dias de folia para realizar aquela viagem que sempre quis. O sonho, porém, pode acabar numa grande dor de cabeça, se não forem tomadas as devidas precauções. Quem faz o alerta para que a viagem não termine em contratempo é o desembargador e professor de Direito do Consumidor Werson Franco Pereira Rêgo. Segundo ele, na compra feita por internet o consumidor pode encontrar preços melhores e pacotes mais adequados ao perfil de cada família. O magistrado orienta o comprador que não tem afinidade com o ambiente virtual a buscar uma agência de turismo, opção que é mais cara, porém mais segura. Caso ocorra algum problema, como overbooking, o agente responde solidariamente à transportadora. Mesma coisa no caso de problemas com hospedagem. O desembargador Werson Rego também chamou a atenção para situações comuns quando não há um planejamento da viagem. Se for feita no impulso, a chance de um contratempo é maior. Esse, segundo ele, é um conselho fundamental no momento de organizar um passeio sem risco de transtorno. Quais os principais cuidados que o passageiro deve ter ao comprar uma passagem de avião no período de carnaval? A principal arma de defesa do consumidor é a informação. O consumidor tem que buscar informação adequada, clara e precisa, para estruturar, planejar, e organizar bem a sua viagem. Pesquisas em sites confiáveis e blogs são essenciais para avaliar possíveis reclamações de passageiros. Como não cair numa possível “armadilha”? Desconfie de ofertas e promoções mirabolantes. Se o consumidor quiser levar muita vantagem, ele pode acabar mal. Quando existe um produto ou serviço com valores muito abaixo dessa média de mercado, é importante abrir o olho, ficar atento e desconfiar porque pode ser uma emboscada. O que fazer para evitar o overbooking? A pessoa que puder deve tentar fazer o seu check in on line, por um aplicativo ou computador, através da internet. Não deixar para fazer o check in na última hora, porque se a companhia tiver feito uma venda de bilhetes maior do que a capacidade e todos comparecerem, os últimos ficarão de fora por conta do preenchimento de todas as vagas anteriormente. É um dos problemas mais comuns nessa época do ano. Como o consumidor deve proceder caso se sinta lesado? Nos aeroportos, você tem os Juizados Especiais. Você pode ir à agência, protocolar a situação e já vai direto a um posto do Juizado Especial e apresenta a sua reclamação. Se houver possibilidade, tenta uma conciliação no local, caso não, vira processo judicial. No caso de transporte rodoviário, você buscará auxílio na Agência Nacional de Transporte Rodoviário (ANTR). O site do Reclame aqui, Procon, e do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro disponibilizam informações esclarecedoras. Nos Juizados e no Procon você encontra a lista dos mais demandados, no Reclame aqui você também tem. Então, nos canais de Proteção e Defesa do Consumidor, procure apurar se o fornecedor é bem avaliado ou não. O que o consumidor deve ficar atento ao escolher o local para se hospedar? É muito comum nesta época informarem que existe um prazo mínimo de hospedagem, através de pacotes. Isso é venda casada. Isso é possível através da internet, citando vários pacotes com preços promocionais de 2, 5 ou 10 dias. Mas não pode se recusar a vender a um hóspede no balcão, caso queira ficar apenas um dia. Através da Associação Nacional das Agências de Viagem e Turismo, o consumidor pode ter todas as informações que tem direito, incluindo refeições e serviço de arrumação do quarto. Foto: Felipe Cavalcanti/ TJRJ SV/ AB
07/02/2018 (00:00)
Visitas no site:  148558
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.