Quinta-feira
13 de Dezembro de 2018 - 
Telefone: (21) 2524-4508
Telefone 24 horas: (21) 99627-5880
Fax: (21) 2569-8487
WhatsApp/Telegram: (21) 99627-5880
Endereço: Rua Barão de Mesquita, 133, sobrado, parte, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ, CEP ...
CASTRO MAGALHÃES SOCIEDADE INDIVIDUAL DE ADVOCACIA

Controle de Processos

Webmail

Newsletter

Previsão do tempo

Hoje - Rio de Janeiro,...

Máx
36ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Rio de J...

Máx
36ºC
Min
23ºC
Poss. de Panc. de Ch

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 3,86 3,86
EURO 4,39 4,39
LIBRA ES ... 4,88 4,88
GUARANI 0,00 0,00

Endereço

+55 (21) 2524-4508+55 (21) 2569-8487 FAX+55 (21) 99627-5880

Últimas notícias

Ação de Cidadania reforça direito da mulher

O Tribunal de Justiça do Pará (TJPA) foi um dos órgãos participantes da ampla ação de cidadania que iniciou as atividades alusivas ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março. A ação ocorreu no último sábado, 3, na Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Dr. José Márcio Ayres, no Tapanã, em Belém. Com o tema “Protagonismo Feminino nos Espaços de Decisão”, a ação objetivou principalmente chamar a atenção da sociedade para a atuação da figura feminina nos espaços de decisão, despertando na sociedade a necessidade de ocupar cargos importantes em toda a sociedade. O TJPA participou da ação com o projeto “Judiciário na Escola: unindo esforços no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher”, parceria entre o TJPA, por meio da Coordenadoria Estadual de Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar (Cevid), e Secretaria do Estado de Educação (Seduc). Participaram da programação representantes de 22 escolas dos bairros do Bengui, Tapanã e Parque Verde. No total, 1.500 pessoas foram atendidas. O público teve acesso à emissão de documentos, procedimentos estéticos, palestra, atendimento sobre variados tipos de violência contra a mulher, distribuição de material informativo, vacinação e testes rápidos para Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e outras patologias, além de atrações culturais. “A informação é necessária para toda a prevenção e contribui para que a mulher tenha consciência de todos os seus direitos. E não só ela. Toda a sociedade em que ela está inserida precisa ter essa consciência. Quanto mais cedo as pessoas tiverem informação sobre essas questões, mais fácil mudar esse paradigma de violência para a cultura de paz”, destacou a juíza auxiliar da Cevid, Reijjane Oliveira. Uma das atrações especiais do evento foi o personagem Epaminondas Gustavo, criado e interpretado pelo juiz criminal Claudio Rendeiro. Na ocasião, através de um talk show bem-humorado, Epaminondas Gustavo, junto com a juíza Reijjane Oliveira, esclareceram crianças, adolescentes e adultos sobre os direitos da mulher e sobre a Lei Maria da Penha. “Acho interessante o personagem fazer esse trabalho, por dois motivos: primeiro que ele quebra a questão do preconceito e aproxima o Judiciário da população, uma vez que é um personagem feito por um juiz criminal. E o outro é pela arte, ou seja, pelo teatro. O humor é um instrumento de pedagogia incrível e que diz grandes verdades. Imagine um juiz de direito explicando para uma comunidade o que é violência patrimonial. Certamente a mensagem será dificultada pelos termos jurídicos. Já o Epaminondas, com a sua linguagem popular, consegue dar o recado”, ressaltou o juiz Claudio Rendeiro.
Fonte:
TJ Para
05/03/2018 (00:00)
Visitas no site:  191168
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.